sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Fábrica da Wäls em Belo Horizonte

FÁBRICA DA WÄLS |Rua Padre Leopoldo Mertens, 1460, Tel.: (31) 3443-2811

Não poderíamos ter uma melhor surpresa no dia 30 de dezembro pra encerrar o ano: visitar e admirar a fábrica da Wäls! Os sócios da cervejaria Tiago e José Felipe Carneiro nos receberam de braços abertos por lá, realmente é muito bom ver nos olhos deles a paixão pela cervejaria, nos fizeram sentir em casa! Não é a toa que a Wäls é hoje um dos alicerces da boa produção cervejeira do país, e tal reconhecimento é mais do que justo pelo trabalho destes ambiciosos cervejeiros.

Eles nos apresentaram a linha das cervejas, descrevendo-as, passearam conosco pela fábrica (estavam fervendo a Tripel e pudemos ver a moagem do coentro e sentir seu maravilhoso aroma) mostrando os equipamentos de alta qualidade que eles têm. Boas surpresas não faltaram: foi lindo ver os barris de carvalho onde repousam experimentos, sem dúvida, bem engraçadinhos com a quadrupel! Dali vem coisa boa! Ou então ver algumas garrafas que contaminaram e que vão virar uma gran cru. Ver a cave das Bruts? Ver o futuro bar-loja-adega no subsolo? Saber dos muitos planos de expansão que passam pela cabeça dos jovens cervejeiros? Deixamos nos levar pelos belos sonhos da Wäls, tomando mais um gole das cervejas (que obviamente degustadas diretamente na fábrica são mais extraordinárias ainda!)

(visão da entrada da fábrica)

(o chopp Bohemian Pilsner é absurdamente bom!!!!!)

(cozinha)

(imaginem o aroma do coentro, utilizado pra Tripel...)

(uma das engarrafadoras mais modernas do país)

(isso é o estoque da Wäls, ou seja: nada! Comprova que tem muita saída!)

(barris com quadrupel dentro... será que vai sair coisa boa?)

(mais testes, pra uma grand cru)

(pedacinho do que será a adega... vai ficar show!)

O destaque, por incrível que pareça, foi a única cerveja que não tínhamos gostado muito: a Tripel. Por duas vezes a achamos muito doce, pouca carbonatação, sem lúpulo, não havíamos curtido muito não. Caímos pra trás quando degustamos novamente, a receita mudou! Ficou muito equilibrada, boa carbonatação, lúpulo está muito bom, quebrando a doçura do malte, aroma frutado, condimentado, ficou incrivelmente melhor! Sorte a nossa! A quadrupel poderia ter um pouquinho menos de residual doce.


Levamos uma Wäls Brut pra degustar com calma. Já havíamos a achado maravilhosa na primeira leva, e corrigiram o único “defeito” que ela tinha: a carbonatação. Sem puxa-saquismos, mas essa cerveja foi uma das grandes surpresas do ano. Elas são a menina dos olhos da Wäls, ficam em compartimento refrigerado olhem só o cuidado...



Uma coisa muito legal e que deve sem dúvida ser comentada é a preocupação da fábrica em adotar medidas para economizar os recursos elétricos e hídricos. Eles possuem um sistema de vaporização do gás utilizado na fábrica, o que faz ser utilizado bem próximo de 100% do gás liquefeito, sem muitas perdas. Além disso, eles instalaram uma ETE (estação de tratamento de esgoto). Seria legal pensar em reutilizar as águas para as bacias sanitárias e pra água de lavagem no piso da fábrica, sem ter que simplesmente limpar e jogar na rede a água. Não perguntamos a eles, mas também poderia ser checada a viabilidade operacional de implantar uma piscininha de retenção de águas pluviais. Segundo o Zé Felipe quem sabe até placas solares não possam ser instaladas futuramente. Muito bacana ver a intenção de fábrica em consumir com inteligência os recursos naturais.


(olhem o tanto de espaço que a fábrica tem pra crescer, dá pra fazer muita coisa aí!)


Presença ilustre do Andrezão, o cara tirou sozinho mais de 100 caçambas de terra pra fazer a adega sob a fábrica. Olha o tamanho do muque do garotinho... detalhe: “não bebo cerveja, só refrigerante, suco, água... se bebesse, atrapalharia”. Esse é fera!


Quem puder dar um pulo na fábrica pra visitar, com certeza não se arrependerá. Até nós que já conhecíamos as cervejas, nos surpreendemos.

Liberte seu paladar, tome uma Wäls já!

Um brinde e sucesso!

_ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _

EM TEMPO...

FALKE BIER | Alameda dos Falcões, 680 – Condomínio Vale do Ouro - Ribeirão das Neves

A Falke estava em recesso no fim de ano e infelizmente não fomos agraciados em visitá-los. A cervejaria comandada pelos Falcone também é uma das mais representativas atualmente no Brasil, levando boas cervejas e conhecimento para o público. Em Ouro Preto pudemos tomar na pressão alguns tipos e estavam bem saborosos. As instalações da Falke são amplas, com espaço para degustação e inclusive uma cave, onde repousam as Monasterium! Juntamente com o Rima dos Sabores, a Falke é endereço certo em BH!

Um comentário:

  1. Tenho interesse de trabalhar mas não tenho experiencia,tenho muita disposição e forca de vontade.estou enviando meu curriclum aguardo resposta.
    Viviane Pereira Ribeiro
    Brasileira, solteira, 30 anos.
    Rua:Silveira Martins,459 Aparecida-Belo Horizonte-MG.
    ( (31)88269269 - E-mail: vivian_pribeiro@yahoo.com.br



    OBEJETIVO__________________________________________________

    ∙Serviço temporário ou trabalhar com buffet infantil

    FORMAÇÃO___________________________________________________

    ∙Ensino médio

    EXPERIËNCIA PROFISSIONAL_____________________________________

    ∙1998-1999 - Blue Montain Alimentos LTDA.
    Cargo: Balconista
    Principais atividades: atendimento ao cliente.


    ∙2001-2007 - Célia Cristina Dal Moro
    Cargo: auxiliar de consultório dentário
    Principais atividades:auxiliava,recepção,compras,administração.


    ∙2009-2010 - Digimóveis Corretora e adminst. de imóveis LTDA.
    Cargo: auxiliar de escritório e administração de imóveis.
    Principais atividades: recepção, aluguel, cobrança.

    Qualificação e Atividades Profissionais_________________________

    ∙ Curso de computação
    ∙ Curso de recepção
    ∙ Curso de auxiliar de consultório odontológico

    ResponderExcluir